find me in the matinee

Wednesday, October 4th, 2006

Parabéns Brasil!

Clodovil, Frank Aguiar, Collor, Maluf, Enéas, Jader Barbalho, Inocêncio, Palocci e Genoino! Lula no segundo turno vai ser coisa pouca.

… ou será que não? =)

“A senadora preferiu não comentar as declarações do presidente Lula de que Fernando Collor de Mello fará uma mandato “extraordinário” no Senado. “Não me peçam para comentar sobre isso, por favor”, disse, com a certeza de que dificilmente sairia algo publicável da sua observação.”

Sunday, October 1st, 2006

Dia de eleição

Fui lá votar. É sempre meio deprimente ver como as pessoas não levam a sério uma eleição. Todos pulam, gritam e se divertem como no carnaval. E quando você passa por eles com um brinco na orelha ou uma barba para fazer, já te adotam como partidário. E perguntam num pique de quem está dançando frevo de bloco em Olinda “votou em quem? votou em quem?”

Se você responder Lula, ganha um “eeeeeeee”. Se responder Alckmin, ganha um “mais rapaz, como é que pode logo você” (tipo assim, logo você com brinco e barba para fazer).

Mas não é nessa hora que você descobre que ninguém leva a sério. É quando responde algo tipo “Cristovam Buarque”. E todos se calam, num silêncio meio morbido, “ok, ok”. Desligam a música e continuam andando.

É isso e a sensacional lista de candidatos sem noção. A revista Época fez uma lista legal na última edição e disponibilizou no site. Vale conferir, até porque na trabalheira deles entrou até o video da campanha. Graças ao YouTube.

Wednesday, September 27th, 2006

Sem fetiche

As vezes me perguntam porque eu nunca aderi aos MP3 players. Eu sempre acho que é porque sou futil demais para isso. Nunca disse isso, porque acho que nunca acreditariam. Mas se eu fosse comprar um trocinho desses, não consigo pensar em outra opção que não seja um iPod, pela boba justificativa de que é o mais bonito. E quando eu vou numa loja pesquisar preços, fico tranquilo em saber que eu tenho razão.
Alguém ai já parou para prestar atenção nos MP3 players que são vendidos? São todos iguais. Existem várias marcas, várias caixinhas, cores, etc, mas no fundo são todos iguais. Parecem um batom esquisito, com um visor frágil. Até os botões são iguais. Os menus, as cores…

Acho que os fabricantes devem ter se reunido e dito algo tipo “quer saber? que se dane. Esse papo de indústria, reprodução em massa e fetiche de consumo é só isso mesmo, papo”.

Tuesday, September 26th, 2006

Maravilha

Minhas férias deveriam vir no primeiro dia útil de outubro, que é dia 2, uma segunda-feira. Eu, feita besta, passei a fazer uma contagem regressiva para comemorar que seria já na sexta. Até que me escalaram, hoje, para trabalhar no domingo por causa das eleições.

Eu tenho um problema gravíssimo com eleições: não gosto

Thursday, September 21st, 2006

Pegar caranguejo, conversar com urubu

Da série: Consequências tenebrosas do manguebeat na estética pernambucana. A caneta caranguejo.

Wednesday, September 20th, 2006

Urubus

Eu ia dizer que, mais uma vez, escolheram um filme nacional que eu não assisti para concorrer ao Oscar na categoria internacional. Mas notei que eu não assisti filme nacional nenhum mesmo. Nos últimos quatro meses devo ter ido ao cinema pelo menos umas 20 vezes e dessas, só me recordo de “Crime Delicado”.

Considerando que meu gosto para cinema tende a ser estritamente no formato hollywoodiano (minha coleção de DVDs prova isso), acho então que eu posso ficar com a consciência tranquila. Afinal, filmes brasileiros não são filmes, são “estrangeiros”. No sentido de que a frase delimita algo de fora da nossa geografia comum, que nesse caso é o cinema. Não parece tão complicado assim.

Fico pensando se André Bazin não fosse tão reprimido e simplesmente falasse aos amigos “sim, eu gosto de Western”, como essas definições seriam mais fáceis. Queria que tivessem mais filosofos bem resolvidos. No lugar disso ele inventou o maldito do “cinema de arte”, para enganar os outros falando “sim, eu gosto de Western… de arte!”. E as locadoras estão transformando o “cinema estrangeiro” em “cinema de arte”. Na Livraria Cultura a prateleira já se chama “Europeu / Arte”. Como se isso fizesse algum sentido.

Mas voltando aos urubus brasileiros, a escolha foi legal. Mesmo não tendo visto, imagino que um filme sobre Zuzu Angel ou uma vigésima tentativa de tentar falar sobre a ditadura sem parecer doente – aquele do filhos do sol – seria tão constrangedor quanto um filme sobre uma dupla capiria. Os EUA não mandou Johnny Cash concorrer ao Oscar de melhor filme. Essa deve ser a diferença entre cinema estrangeiro, cinema americano. E deve ser por isso que eles tem 85% do mercado total dessa indústria.

Tuesday, September 19th, 2006

Nas bancas

Eu lembro da primeira vez que acertei de publicar um texto em uma revista de circulação nacional. Era meio de semana, eu estava sem dinheiro e decidi que deveria comemorar. A única bebida que tinha na casa era um resto de gin, de uma não-festa dias antes. Bebi o gin. Desgosto em vão (odeio gin), porque a matéria nunca foi publicada. O editor nunca nem disse o motivo.

Essa história tem menos de um ano…

Mas eu vou me permitir um pouco da alegria de dar uma de metido. Chega hoje nas bancas a OutraCoisa com uma materia minha sobre a banda Volver! =) Já me rendeu algumas piadinhas infames. Pelo menos uma delas por inveja (da banda e não de mim, claro). Queria escrever mais em revistas. Daqui a duas semanas tem outro na Continente! =)))

E daqui a duas semanas também tenho férias pela primeira vez na vida em seis anos! =D

Sunday, September 17th, 2006

Bobagem de domingo

Eu nunca tenho idéia de quantos CDs tem aqui em casa, até o dia que aparece alguém para raptar eles, feito hoje. Levaram 76, de uma outra túia ainda maior.

Tem três nicks no meu msn dizendo que o Franz Ferdinand fez o show do ano. Deixei de ir por um compromisso de trabalho, que me levou até uma tarde meio vazia na calma João Pessoa. Não consigo parar de pensar que a notícia do cancelamento do Motomix veio na hora que eu estaria no avião e, me conhecendo, chegaria na cidade em desespero. Mas rolou. E vale lembrar que foi o último, até o próximo disco onde, com alguma chance, eu vou ter enjoado já deles.

Fotos da lígia: http://www.flickr.com/photos/ligelena (eu colocaria aqui, mas os direitos são reservados =P)

O perigo desses domingos mortos, parados e calorentos, é esse. Você fica mofando na Internet, catando informações sobre shows que perdeu, e acaba criando um blog do puro ócio.



Random Posts

  • Resumão de Salvador « Pop up!

    Eu sei que é meio esquisito como eu passei a gostar tanto de Salvador nos últimos cinco ou quatro anos. […]

  • Jornalismo e Música « Pop up!

    Em setembro eu vou ministrar uma oficina sobre Jornalismo e Música na Conteúdo Criativo. Vai servir como laboratório para amadurecer […]

  • Dieta da música « Pop up!

    É difícil acreditar que as grandes gravadoras (Sony, Universal, Warner, EMI) querem mudar seu método de trabalho. Principalmente numa semana […]

  • Metal « Pop up!

    May 03, 2011 12 Comentários Vou correr o risco de ser polêmico aqui e dizer de cara que eu não […]