Recifense é destaque em New Orleans – Pop up!

Domingo, 24 de abril, fim de semana sem agito na cidade, os cadernos de cultura em Pernambuco não destacam nada de novo nas capas. Como no Brasil não existe prática de colocar assuntos culturais na primeira página do jornal, todos também deram suas chamadas aos resumos esportivos e policiais da cidade. Já bem longe daqui, em New Orleans, nos Estados Unidos, quem acordou cedo para comprar o principal jornal da cidade, viu na capa a foto de um show. No palco, um recifense, Charles Teony.

O jornal mostra a atração de maior destaque no maior festival de jazz do planeta. Rotulado de “jazz percussivo brasileiro”, o recifense que tocava no Maracatu Nação Pernambuco traz, na verdade, o que ele chama de “MPB na perspectiva de quem rodou o mundo”. Apesar da agenda recheada na cidade, ele confessa que nem esperava o sucesso na crítica. “Um amigo me ligou falando do jornal. Foi um presente enorme”.

O primeiro disco de Charles já está em fase de pós-produção. “As apresentações lá ajudaram a chamar atenção de algumas gravadoras. Com o material pronto vou avaliar qual a melhor maneira de lançamento”. O CD foi todo gravado no estúdio Baixo Leblon, de Alceu Valença. Até lá, ele está com malas prontas e shows marca para uma temporada na Europa.

Publicado originalmente em 04.05.2005

Random Posts