Matemática da música – Pop up!

Leitor pergunta sobre “qual a real” da polêmica com o pré-amp. Explicando: Este ano teve orçamento de R$ 150 mil (maior que, por exemplo, o patrocínio público do festival No Ar: Coquetel Molotov). Com mesmo palco dos anos passados, diminui o número de atrações que também estão ganhando cachê menor (atrações principais passaram de R$ 6 mil para R$ 1 mil). Fora uma seletiva de bandas novas, cancelada na mesma semana que foi anunciada. Sobra muito dinheiro, declarado para pagar “dividas da gestão anterior” que, por acaso, é formada pelos mesmos da gestão atual.

Um outro problema vem do discurso de que a Articulação procura garantir palco para os artistas da cidade durante o Carnaval, afirmando que isso é uma dificuldade e que existe muita “panela” em atividade. Um contrasenso, considerando primeiro a extensa programação oferecida pela prefeitura do Recife, onde praticamente todos os artistas se apresentam. Segundo, por ser a própria prefeitura que faz a programação quem patrocina o pré-Amp. Dinheiro que poderia ser revertido em carências reais: bons estúdios baratos, rádios comunitárias, formação e diversas outras ações.

Relatório
Uma prévia interessante do documento que a Associação Brasileira de Produtores de Disco vai divulgar em breve: a venda de música digital cresceu 185% no Brasil em 2007. As vendas por celular cresceram 157% e já representam cerca de 76% desse novo mercado. Número que deve crescer ainda mais com a tecnologia 3G.

Novo modelo
O site Last.FM, favorito aqui nos comentários da coluna, lançou um modelo revolucionário de negócios de música digital. Parecido com o “download remunerado” da Trama Virtual, mas com a diferença que eles vão pagar os artistas por música executada (em streaming). Ou seja, não precisa baixar, só ouvir que os músicos ganham mesmo assim.

Agenda
O próximo fim de semana já é oficialmente Carnaval. Além da já bastante comentada programação dos pólos do Recife, vale a pena conferir os shows em Olinda. Tem show de Otto e Martinho da Vila, além de outros artistas que não estarão na capital. A lista com todas as atrações está no site www.olinda.pe.gov.br

  • Música e políticaApesar de não ser dito oficialmente, o período de propaganda eleitoral já começou. No Recife – e região metropolitana em geral – já é lugar comum usar a música para reunir público jovem e, sob o disfarce de show, tentar conquistar alguns votos. Este fim de semana, por exemplo, já…
  • Dieta da músicaÉ difícil acreditar que as grandes gravadoras (Sony, Universal, Warner, EMI) querem mudar seu método de trabalho. Principalmente numa semana que a Sony entrega nas lojas sua famigerada novidade, num terrível trocadilho com a nova onda de refrigerantes diets, o “CD Zero”. Na teoria, um disco com poucas músicas para…
  • Baixe uma música para comemorarA Record Industry Associaton of America (Riaa) decidiu essa semana que vai parar de perseguir as pessoas que fazem download de música na Internet. Isso depois de passar o rodo em cerca de 35 mil pessoas, acusando elas de criminosos e fazendo com que eles pagassem severas multas por compartilhar…
  • Música Chappa QuentePrimeiro a gente levou um tapa enorme. O Napster deu evidência e acesso mais fácil ao que já acontecia secretamente na Internet em redes de IRC. De repente, todo mundo trocava música e tudo se espalhava de maneira descentralizada. A força desse tapa durou sete anos e só agora, recobrados…
  • A lista da música socialUma das mudanças fundamentais que a Internet trouxe para a música é que, a partir de agora, o fator social que sempre esteve presente nela foi elevado a máxima potência. Antes você convidava amigos (que vc fez por terem gosto parecido com o seu) para ouvir música em casa. Hoje,…

Random Posts