Recbeat 2008 – Segundo dia – Pop up!

 

Fazia tempo que eu não via tanta gente no quanta ladeira. Sério mesmo, quando deu umas 17h parecia uma visão do apocalipse, com a diferença que estavam todos curtindo e enchendo a cara. O bloco de Lula Queiroga e Lenine tira onda de todo mundo de uma maneira que chega alivia. Até do prefeito da cidade mais grotesca do país (mais sobre isso em outro post).

O show de Isaar conseguiu pegar uma boquinha da multidão. Por mais que sua imagem no palco ainda rémeta muito a uma estética regional, nesse show deu para ver que sua música está se tornando cada vez mais cosmopolita. Voz suave, que agora fica fácil de imaginar interpretando qualque canção de MPB com identidade própria.

Eu tive que perder o show da orquestra contemporânea de olinda. Coisas do carnaval, paciência. Mas dei sorte de voltar em tempo para Marina de La Riva. Sério, o que era aquilo? Que show. Já entra na lista de melhores do ano com certeza. Não faltaram hits da música cubana com luxo e bom gosto contagiante no palco. Marina já nasce diva, com a impressão que deve voltar muito ao recife.

Nessa hora precisei sair de novo. Fui conferir o show da banda potiguar Barbiekill no novo pina. E deles também falo mais em outro post.

Eu disse umas mil vezes em dezenas de lugares diferentes que o show do Móveis Coloniais seria histórico. E foi! Apoteose máxima do Recbeat. Parece que eles foram moldados para esse momento. Público cantando músicas que só existem online a menos de seis meses, debaixo da chuva forte como o carnaval deve ser. Eu não sei vocês, mas me acabei lá na frente do palco. Foi foda.

Fotos de Costa Neto.

  • Recbeat 2007 – Segundo dia Com o transito louco do carnaval, todos os ônibus escoando pelas mesmas ruas, tudo bem infernal, é quase impossível chegar na hora planejada nos pólos. Me atrasei no segundo dia do Recbeat e peguei apenas o “boa noite!” de despedida do Rivotrill. Uma agonia quando isso acontece, porque metade…
  • Recbeat 2009: Segundo diaApesar do festival ter começado já em ritmo acelerado, o segundo dia do Recbeat foi mais morno. Pelo menos dois fatores esgotaram com um pouco da empolgação das pessoas. A primeira foi a ressaca da chuva no dia anterior e, em segundo lugar, a infernal aglomeração que estava lá desde…
  • Recbeat 2008 – Terceiro dia  Fazia tempo que eu não assistia um Recbeat tão imbatível. Essa edição de 2008 não teve um show realmente ruim ate agora. Tudo que subiu no palco se aproveitou e no prêmio “banda da cerveja”, no máximo o BotecoEletro (elétrico?) entra na disputa. A terceira noite teve um clima…
  • Recbeat 2008 – Primeiro dia Público do Recbeat na primeira noite  Abertura muito legal ontem, a do Recbeat. O festival começou pontual, mesmo que isso significasse pouca gente para conferir o show da Ramma Seca, primeira banda da noite. Isso é sempre inevitável, porque sábado é o dia do Galo da Madrugada e público…
  • Recbeat 2008 – Quarto dia Eu quero tocar na Orquesta Típica Fernandez Fierro. Juro que quero. As melhores bandas são aquelas que você termina o show querendo fazer parte daquela história. E é muito raro para mim encontrar bandas assim. Ok, talvez no máximo eu quisesse estar no lugar daquele baixista do Pato Fu,…

Random Posts