Então, você decidiu montar uma banda… « Pop up!

Da colunda Ressaca. Publicada no site Giro Cultural

De maneira pretensiosa, apressada e preguiçosa, resolvi resumir a coluna hoje a uma lista. Inspirado por colegas que dizem que sempre falo muito mal dos shows das bandas daqui, vou delimitar agora algumas regras simples sobre o que fazer e não fazer para quem quer montar uma banda no Recife.

1- Estude música. Talento não cresce em árvores e, se sua banda tiver algum, vai estar em uma única pessoa. Mas isso pode ser superado com estudo e técnica. Entre num conservatório, aprenda teoria musical. Isso vale também para o vocalista.

2- Faça música e não melodias. Juntar acordes de maneira agradável é a parte fácil. A música é um processo maior que simples barulho. Discuta notas, ritmo e poesia com todos da banda. Não é só jogar a letra em cima da guitarra ou vice-versa.

3- Trabalhe o visual. Já faz tempo que a música não é só música. É um conjunto de estratégias. Faça do seu show um atrativo visual, no lugar de sair de casa com a roupa de sempre para tocar. Figurinos, cores, coreografia, isso faz as pessoas sentirem que estão participando de algo único. Faz elas voltarem. E, se sua música for ruim, até faz elas não prestarem tanta atenção nisso.

4- No palco, não perca tempo se apresentando. Todo mundo que está lá já sabe quem são vocês, não precisa avisar de novo.

5- Ainda no palco, não agradeça a produção do show, o prefeito da cidade ou a banda principal. Eles não estão fazendo nenhum favor para você chamando sua banda. Se ela está lá é porque mereceu. A exceção é o patrocinador, mas também não exagere.

6- Se preocupe em mostrar sua música para os interessados e competentes no assunto – outros músicos, produtores musicais, críticos. Amigos não contam. 95% das vezes eles vão dizer que está bom apenas para não deixar você desanimado.

7- Não perca tempo bajulando o jornalista. Ninguém vai ouvir sua banda por causa do que ele escreveu. Nem vai deixar de gostar por isso. Ele não está cobrindo seu show ou anunciando ele “para dar uma força”. É o trabalho dele.

8- Não se empolgue no release. Evite ficar fazendo poesia, discurso político ou querer juntar as influências sempre contraditórias de todos da banda. Evite clichês sendo prático. Diga logo o gênero e duas ou três bandas com som semelhante. Uma dica é responder de cara “porque ouvir minha banda?”.

9- Aceite críticas. Mesmo as mais rasteiras, elas só vão melhorar o seu trabalho.

10- Aproveite o potencial da Internet para fazer parcerias. Fotolog não serve para muita coisa. Se cadastre no Trama Virtual, listas de discussão, comunidades do orkut. Aqui sim, você tem que fazer barulho.

Acho que a lista passaria dos 100. Mas segundo isso já é um bom caminho para a coisa começar a ficar decente…

Saideras

* Noite do Senhor
Um dos eventos mais tradicionais do Rock no Brasil, a Noite Senhor F, deve ter uma edição aqui no Recife. Além dos shows, o pessoal da Volver está preparando uma coletânea que vai resgatar muita coisa importante da época dos nossos pais, entre elas Ave Sangria. O tipo de memória que a cidade é carente.

* Latindo na casa do vizinho
A banda Cachorro Grande está com datas marcadas para shows em Aracaju. Para aproveitar a viagem, os caras tão procurando alguém para produzir uma passagem deles aqui no Recife também. Quem tiver interessado dá um toque para Deckdisck, pega o telefone da produção deles e aproveita a história.

* Nas lojas
Segura a mesada. Esse mês chega às lojas Futura, o novo da Nação Zumbi. Também o DVD com o show MTV Apresenta Cordel do Fogo Encantado. Outros recifenses em alta nas prateleiras nacionais são Junio Barreto e a dupla Caju & Castanha, tudo pela gravadora Trama.

* A garota má
Um boato circulou pela cidade dizendo que o namorado de Wanessa Camargo, o empresário Marcus Buaiz, teria brigado com um jornalista do Recife durante uma coletiva. A segunda versão era que a confusão se passava numa boate. Tudo mentira, provavelmente para auto-promoção. Na nota, dizia que ele afirmava “conhecer a cena pop-rock do país melhor que qualquer jornalista do Recife”.

Publicado originalmente em 07.10.05

Random Posts