Page 140 — Pop up!

  • Foi divulgado oficialmente hoje, com coletiva no Recife (mesmo tendo sido liberado antes para a Folha de São Paulo, o que pessoalmente desaprovo).

    Programação bem melhor que ano passado – o que não chega a ser um mérito. Agora bem mais coerente, com atrações que valem a pena segurar a madrugada.

    Sábado – 17/02

    19h30 – DJ Big & Confluência (PE) 20h30 – Erasto Vasconcelos (PE) 21h30 – Digital Groove (PE) 22h30 – Supergalo (DF) 23h30 – Zefirina Bomba (PB)

    00h30 – Z’Africa Brasil (SP)

Domingo – 18/02 16h30 – Concentração do bloco Quanta Ladeira 20h30 – Canja Rave (RS) 21h30 – Rivotrill (PE) 23h00 – Isca de Polícia (SP) 00h15 – Digitaria (MG)

01h20 – Bonde do Rolê (PR)

17h00 – Recbitinho: Cia Teatro Rasgado / “O Pequenino Grão de Areia” 19h30 – Mellotrons (PE) 20h30 – Vanguart (MT) 21h30 – Raies Dança Teatro (SP) 23h00 – Mr. Catra (RJ) 00h00 – Instituto canta Tima Maia Racional (SP)

18h30 – Maracatu Nação Camginda Estrela (PE) 19h30 – João do Pife e Banda Dois Irmãos (PE) 20h30 – Parafusa & Trombonada (PE) 21h30 – Curumin & The Aipins (SP) 22h00 – 2IN-Par (Esp) 00h00 – Macaco Bong (MT)

  • “Já que Recife quer umbigo do mundo, então piercing nele!”. A frase é a boas vindas que Roger de Renor, que inaugura oficialmente seu espaço na Internet. O endereço do site, que funciona na mesma dinâmica de um blog, é o www.rogerderenor.com.br (nem tem como errar). Cheio de suas tiradas, ele destila algumas das melhores reflexões sobre como anda a cena cultural da cidade. “Em todo lugar a fila anda, só em Recife é que a fila RODA”.

    Nesse período louco que os sites recifenses vão deixando de existir (além do Giro, o RecifeRock e o CircuitoPE tiveram atividade reduzidas), vale a pena conferir esse novo espaço. Conhecido por não fazer média com ninguém, Roger ainda não começou a escrever efetivamente, mas no Blog, mas já vale salvar ele nos favoritos porque deve vir polêmica por ai. Quem assina a construção do blog é o design da Idéias Bordô e a programação da Jazzz.

    Deftones
    Para quem curte rock e quer fugir do carnaval, a banda Deftones faz show dia 10 em São Paulo. Como a cidade é uma das únicas no país que nessa época cai para baixa estação, o pacote completo para encarar a apresentação da banda sai por menos de R$ 500 com a passagem de ida e volta e hospedagem.

    Recbeat
    Enquanto você lê essa coluna, o palco rock do carnaval finalmente divulga sua programação completa. Uma das bandasque vai ser anunciada é a Zefirina Bomba, de João Pessoa. No último domingo conferi o show deles em João Pessoa, junto ao Rock Rocket e Moptop e garanto: é imperdível.

    Promoção
    O novo disco do Vamoz já foi chamado de “pequena obra-prima do rock”. Material duplo, traz além das músicas, um DVD em versão acústica, tudo numa embalagem charmosa. Quer levar um para casa? Mande email para bnogueira@gmail.com dizendo cinco bandas que gostaria de ver no Recife esse semestre. Vai ser sorteio e, de brinde, vai ainda o “Man Made” do Teenage Fanclub.

    Seção – Coluna

  • O ano mal começou e o festival Abril pro Rock começa a dar notícias. Semana passada, o baterista Marky Ramone, da lendária banda fundadora do punk rock, The Ramones, anunciou em sua página do MySpace que vai tocar no festival este ano. Marky já veio antes ao Recife com a banda The Intruders. Agora, chega acompanhado pela Tequila Baby, e pelo menos um “hey, ho, let’s go!” é esperado no palco do Centro de Convenções.  Quem quiser saber como andam suas músicas, é só conferir no www.myspace.com/markyramone.

    Além dele, outros nomes começam a desenhar uma das edições mais promissoras, esta dos 15 anos de Abril pro Rock. Os Mutantes foi outra banda que oficializou sua participação no próprio site. Além da vencedora do concurso Microfonia, a local Monomotores, a produção do evento deu a cantada para que, muito provavelmente, a banda The Playboys também esteja no palco do abril. A programação oficial do festival só deve sair mesmo em março.

    Silvério
    O primeiro evento oficial em homenagem aos 100 anos do frevo vai ser este fim de semana. SpokFrevo Orquestra, Silvério Pessoa e Blocos da Saudade e Eu vi o Talo são os responsáveis pela folia na Cachaçaria Carvalheira.

    Recbeat
    Quer mais nomes do palco rock no carnaval? O boato – com cara de confirmado – que circula pela Internet é que vem para cá o Bonde do Rolê. Um dos piores shows do Tim Festival 2006 (premiado, estranhamente, como melhor pela APCA). Mas a boa notícia é que, quem também deve vir, é a ótima banda paraibana Zefirina Bomba.

    Moptop
    Este fim de semana tem show dos cariocas do Moptop. No casarão Sabor Pernambucano, com abertura da Sweet Fanny Adams – que além de trazer o grupo para o Recife, fará outro show com eles em Natal. De quebra, ainda rola discotecagem deste que escreve.

    Seção – Coluna

  • O mundo do rock independente é cheio de seus próprios folclores. Entre eles, tem uma frase que circula com grande freqüência nas mesas de bares, nos bastidores dos festivais, nas listas de discussão. Quase o discurso de frente das bandas, com um palavrão enorme no meio, quando todos confirmam que “Se tá no rock, é para se f….”. A história da banda pernambucana Astronautas, que lança agora o terceiro disco pela revista Outracoisa, foi construída quase que totalmente com base nesse ditado.

    A banda partiu ano passado para São Paulo, com dois discos na bagagem (um deles por uma das mais importantes gravadoras independentes, a Monstro) e determinada a dar certo no cenário nacional. Vivendo a frase acima todos os dias, o grupo viu sua formação se desconstruir e nascer de novo, com mais de 20 integrantes diferentes. “Encontrar material humano, os ‘brothers’ mesmo, é difícil”, comenta André Frank, vocalista, líder e também parte do próprio folclore do rock independente.

    O “comandante astronauta”, como é conhecido por todos, segurou as pontas da banda enquanto outros davam prioridade a empregos ou saíam do País para estudar. “O negócio é punk. Eu sou formado em duas faculdades e escolhi não exercer para fazer isso porque eu quero fazer essa história”, comenta. Frank (que comandava, antes, a Frank Jr.) faz questão de explicar que a banda não é só ele, mas, sim, todos que decidirem abraçar a idéia. “Eu sou um guerreiro incansável e agora sei que tenho mais dois comigo no mesmo pique”, celebra.

    Guerreiro mesmo. Em 2006, ainda na entressafra do segundo disco, a banda fez 40 shows pelo Brasil. Passando, inclusive, por alguns dos principais festivais do País. A tendência agora é crescer mais. “Já deu 300% mais certo do que eu pensei”, comemora André Frank. “Além de uma tiragem muito maior (nove mil discos, contra três mil no anterior), ele chega mais barato às lojas, com uma divulgação nacional mais forte”, completa. O maior desafio para os Astronautas agora é o próprio Recife. A banda ainda passa despercebida pelos festivais locais e fica de indicação para um próximo Abril pro Rock.

    Disco
    “O Amor Acabou” é um disco fácil de digerir. Rock de guitarras altas, cheio de interferência eletrônica, quase como se o Kraftwerk resolvesse tocar hardcore. Apesar do nome, está longe de ser algo “emo”. O amor serve de leitura para as relações sociais, a política e, principalmente, a vontade humana de realizar as coisas. “Os sonhos nascem do marketing”, verso excelente de “A Era Moderna”, é o que melhor representa o texto deste disco. Porrada boa – na orelha – na renovação do repertório rock.

    Seção – Discos

  • marky-ramone-02_01-2821765

    Definitivamente, essa é sempre a melhor época do ano. Correria para descobrir com antecedência os nomes que vão tocar nos festivais mais legais do começo do semestre. E o mais legal de todos, o Abril pro Rock, não podia ficar de fora da correria. Saca só o recado:

    MESSAGE FROM MARKY – Jan. 11

    Hi Everybody It’s great to be back home. I had an amazing time in Spain and will be going back for some festivals in the summer. The next show I will play will be in Torreno, Mexico on April 7 and Reciefe, Brazil on April 14. See you there. – Marky
    Marky, pra quem não sacou, é o Marky Ramone. Último sobrevivente da dinastia Ramones, ex-The Intruders, agora Tequila Baby. Os grandes pais do punk voltam ao Recife, para o que promete ser a edição mais memorável de todas do Abril pro Rock.

    @@@@@@

    Quem também andou divulgando em fontes oficiais sua presença no Abril pro Rock foi a banda Mutantes. Pessoalmente, acho que a história já rendeu, ainda mais com tantos shows marcados, Recife saiu de promessa para o primeiro show (abril de 2006) para mais um na lista. Ainda assim, putz, é são os Mutantes. Algo não menos que histórico acontecendo na Mauricéia. Presença é obrigatória.

    @@@@@@

    O resto são especulações. Os gaúchos da banda Fresno juram de pé junto que tocam no Abril. A produção não confirma. Mas pode ser só jogo para criar expectativa. Como o emo (sim, emo, ok?) transforma tudo o que toca em ouro, nada mais justo. Do que eu já acompanhei desse povo, essa ainda é a banda que vale mais a pena.

    E ai tem o The Playboys. “Paulo André não me ouve, Paulo André não me ouve”. Parece que o cara ouviu. Ou pelo menos já colocou as músicas na playlist. Semanas atrás, o produtor do Abril pro Rock soltou a cantada na comunidade do Orkut. E até agora só recebeu aprovações.

    Mais, quem sabe, em breve! =)

    Seção – Blog

Random Posts