Plebe Rude – R ao Contrário « Pop up!

plebe-4627200

O disco “R ao Contrário”, que vem encartado na revista OutraCoisa deste mês, é o ponto certo para pensar em toda a carreira da banda Plebe Rude. Porque ele marca os 25 anos da banda. O mesmo tempo de punk, da liberdade de expressão, da formação do mercado fonográfico no Brasil e toda a história da música que andou junto de uma banda que mais transformou esse cenário. E é impressionante ver como tanta coisa mudou.

Phellipe Seabra, fundador da banda e sócio do selo SenhorF (que lançou a pernambucana Volver), filtra essa história de uma maneira muito particular. “Os anos 80 foram cinzas, com repressão e ditadura, não tem nada dessa coisa colorida que aparece nas festas que lembram a época hoje”, fala logo de começo. E se o país mudou muito positivamente nesse tempo, a temática de suas letras não perdeu uma virgula sequer.

O que mudou foi a visão de Seabra e companhia do mercado de música. “R ao Contrário” é exatamente o inverso da parte “rude” da plebe. Um disco super radiofônico e acessível; mas que tem uma energia punk bem forte. Por isso é também muito maduro, já que assume que pode ser um trabalho de protesto, sem perder o cuidado com a sonoridade e manter uma estética bem limpa.

Lançado em pleno momento de eleição, “R ao Contrário” também lembra como a banda sempre fez política no Brasil sem ser partidária. “Somente na época que o partido comunista foi legitimado no Brasil. Mas não foi pelo partido em si, mas pelo momento que era importante”, explica Seabra. Quando o assunto é a presença da classe artística no horário político, ele é enfático, afirma que “a democracia foi entregue para gente de uma maneira condescendente e por isso o povo não valoriza”.

Essa raiva sempre presente no discurso, o Plebe Rude canaliza em 12 faixas. E esse apelo sonoro mais forte que ele tem – nos anos 80, uma música assim dizer que é punk seria motivo de piada – só acrescenta pontos positivos para a banda. Vale destacar também a chegada de Clemente, das Inocentes, nos vocais do grupo. Reunião que dá força para mais 25 anos de protesto, já que a história ensinou que a situação sócio-política do país promete não mudar nem tão cedo.

Random Posts

  • Montage – Pop up!

    Enquanto o Tim não chega By: Bruno Nogueira on: Sep 24,2007 In: Blog Programação MADA 2007 By: Bruno Nogueira on: […]

  • A semana no twitter « Pop up!

    Transmissão ao vivo da coletiva de imprensa do XV Goiânia Noise Festival – http://www.livestream.com/tvforadoeixo # Ganhei meus primeiros Cubo Card! […]

  • MySpace encerra atividades no Brasil « Pop up!

    Agora é oficial. Após boatos que começaram na segunda-feira, o MySpace Brasil oficalizou o final das operações no Brasil. A […]

  • Pop up!

    29 Abril, 2007 29 Abril, 2007 29 Abril, 2007 26 Abril, 2007 25 Abril, 2007 24 Abril, 2007 21 Abril, […]