Sobre Garagem e a apatia recifense « Pop up!

Da colunda Ressaca. Publicada no site Giro Cultural

“Eu quero movimentar um pouco as coisas nessa cidade”. Fiquei feliz com o sorriso que acompanhou a frase. Era um dos principais produtores dessa cidade e bebíamos uma cerveja às quatro da manhã no bar Garagem. Parecia que mais alguém tinha percebido que a noite do Recife não merece acabar num trailer caindo aos pedaços, com bebida quente, rostos cansados e música que varia entre o regular e o ruim. Todos conformados com a falta de opção.

Relendo os textos desta coluna para não começar o ano me repetindo, cheguei a outra daquelas estranhas conclusões. Recife afundou na sua própria apatia. É verdade. Me dei conta durante uma outra conversa, desta vez com uma amiga, que defendia ferrenhamente o Garagem. “Mas lá é muito bom!”.

A única resposta para meus “porque’s” era “porque é muito bom!”. Pela expressão empolgada, não parecia uma resposta preguiçosa. Era verdade divina. Deus iluminou a todos, provavelmente na hora que eu tomava banho. Janela fechada, a luz não passou. Sabe como são essas janelas de banheiro. Um problema.

Freqüentei o Garagem durante uma época já distante, quando se chamava Galettus. Já era ruim naquele tempo. Tinha shows com bandas pouco interessantes, que não foram parar em lugar nenhum. Devia ter uns 16 anos e para voltar andando e em segurança para casa, ia para o lugar mais próximo. Naquela época, não só eu, mas todos meus amigos sabiam que aquilo não iria dar em nada. Era necessário – muitas boas bandas punk acabaram nascendo ali – mais limitado. Sobrevivia, na verdade, por causa do saudoso Circo Maluco Beleza.

Hoje me pego às três da manhã sugerindo o destino a todos que me acompanham. De brincadeira, acreditem. Talvez uma maneira de resumir “a noite só fica boa mesmo quando encerra no pior lugar possível”. Mas chego lá e fico besta com a quantidade de pessoas se espremendo, como se tentassem existir no mesmo espaço e tempo. O ar abafado, a já citada cerveja quente.

2005 foi um ano que trouxe novas bandas, selos de verdade, festivais impressionantes. A cena musical do recife cresceu tanto que surgiu espaço para três revistas, novos programas de rádio e televisão que tem seu conteúdo todo baseado aqui. Tantas pessoas novas fazendo tanta coisa boa. Minha gente, em 2006, vê se alguém por aí faz um bar. Burburinho também não vale. A cerveja é quase R$ 5.

Sim, claro. Feliz ano novo.

Saideras

BOA SURPRESA
Passeando pelas duas comunidades do Abril pro Rock no Orkut, uma constatação inesperada. Nas suas “escalações dos sonhos”, os mil e lá vai usuários todos colocaram na maioria de seus interesses a presença de bandas pernambucanas. Teve gente que nem sequer botou banda de fora.

BAIXA O SANTO
Estou redescobrindo a Internet, de quem não escondo que fiquei distante em 2005. Talvez seja novidade só para mim, mas ai vai nomes para você procurar no Google: Limewire, uTorrent, Isohunt, The Pirate Bay. Os dois primeiros são programas para baixar – entre outras coisas – música. Na seqüência, sites para encontrar discos completos. As músicas estão chegando aqui em ritmo de 60kbps.

ENFIANDO O ALFINETE
Estou fraco em novidades, então vai uma alfinetada aí nas bandas. Parece que se, hoje, a faxineira da minha casa gravar um disco, vai aparecer cantando igual a Elis Regina. Quem estiver para lançar disco em 2006, vamos maneira nos efeitos, né? Ter banda é legal, mas se não sabe cantar, não canta.

OBRIGADOS
Queria deixar público o obrigado ao colunista aqui do Giro Wilfred Gadelha. Não consigo mais sair de casa sem o presente que ganhei dele no amigo secreto. Minha bolsa perdeu 30 kg em peso de caixas de CDs.

Publicado originalmente em 05.01.06

Random Posts

  • Pop up!

    29 Abril, 2007 29 Abril, 2007 29 Abril, 2007 26 Abril, 2007 25 Abril, 2007 24 Abril, 2007 21 Abril, […]

  • natura « Pop up!

    Jul 30, 2009 1 Comentário A Natura começou a divulgar mais uma edição de seu Edital Natura Musical. É um […]

  • Calendário dos festivais internacionais « Pop up!

    A sintonia que os festivais independentes do Brasil tem com os festivais de música mundo afora me dá esperança que […]

  • Pop up!

    29 Abril, 2007 29 Abril, 2007 29 Abril, 2007 26 Abril, 2007 25 Abril, 2007 24 Abril, 2007 21 Abril, […]