Um real para o DJ Dolores « Pop up!

dolores-9988576

Descobri, numa das terças-feiras mais abafadas de nosso esquisito inverno, que inspiração é problema pequeno para Hélder Aragão, o DJ Dolores. Numa das melhores vistas que um prédio na rua da Aurora pode oferecer, ele mostrou o estado atual de seu próximo disco, que vai se chamar Um Real. Capa ainda no Photoshop, explica que “a gravadora fez questão que dessa vez meu rosto aparecesse” e músicas que estão sendo lapidadas numa mixagem final, “nessa aqui achei a voz muito alta, esconde a batida que é bem legal”, entre outras ponderações. Apesar disso, o processo já está mais perto de encerrar. “Devo lançar em setembro”, adianta.

E como a coluna já tinha adiantado, o trabalho está mesmo bem diferente dos discos anteriores. Um real está com mais referências ragga – gênero da música eletrônica que surgiu na Jamaica – e bem mais dançante. O número de convidados aumentou. Nas faixas, vozes de Silvério Pessoa (favorita depois da primeira audição), Tiné, Maciel Salu e Isaar, além de amigos de Dolores. É seu terceiro trabalho oficial e fica divertido perceber uma “assinatura DJ Dolores” nas músicas. É fácil identificar a identidade dele em cada música e isso não é mérito para qualquer DJ.

Abaixo, uma música que costumava tocar quando apresentava um programa de rádio. Não está em nenhum dos discos, nem vai estar no próximo. É uma gravação ao vivo na alemanha, que Dolores fez da própria mesa de som.

Carnaval
A Prefeitura do Recife tenta, mas não dá uma dentro quando o assunto é cultura. Depois de todo o esforço para tentar valorizar o frevo, gastou uma fortuna contratando uma escola de samba para o Carnaval 2008. Volta a estaca zero toda esperança dos frevistas da cidade.

Contra-ataque
Depois de um mês inteiro de boatos que a Bizz ia sair de circulação, a revista chega às bancas este mês totalmente reformulada. No mesmo mês que a RollingStone teve uma edição morna, ela consegue compensar um pouco do atraso que vêm passando pelos últimos cinco meses. Vale a pena conferir a mudança.

Montreux
Quem quiser mandar material para o contato de Pernambuco com um dos maiores festivais do mundo, o Festival de Jazz de Montreux, só precisa acessar a Internet e entrar no endereço www.sombrasil.ch. Lá estão todos os contatos de Julio Navarrete, produtor responsável por levar os nomes do estado para o evento.

Random Posts